IPVA 2022 – Calendário de todos Estados e como pagar

Publicidade

Como todo o começo de ano, o IPVA 2022 não seria diferente na vida de milhões de brasileiros. O de pagamento de impostos anuais, como o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), cujas cadernetas começam a chegar nessa época.

O IPVA existe há muito tempo no Brasil, desde 1986 e ainda há muitas dúvidas sobre ele. Por isso, traremos mais informações aqui para tirar suas dúvidas e consultar o cronograma de pagamento do IPVA 2022 em cada um dos estados para que você possa efetuar o pagamento e andar com seu veículo regularizado.

O que é IPVA?

Publicidade

O IPVA é um imposto estadual que visa recolher com base nos veículos que circulam, porém, não estão incluídos nele veículos aquáticos como barcos e lanchas.

Assim, o IPVA incide apenas sobre automóveis, motocicletas, caminhões, ônibus, etc., ou seja, veículos terrestres.

Publicidade

É um imposto estadual, mas a arrecadação também é compartilhada com os municípios. Ou seja, ao pagar o IPVA do seu veículo, uma parte do valor vai para o seu estado e outra parte fica na cidade onde o seu carro está registrado.

Cada estado tem autonomia para estabelecer a alíquota do IPVA como entender.

Em geral, fica entre 1% e 6% com base no valor médio de cada veículo mediante a tabela FIPE. O faturamento é feito uma vez por ano, geralmente entre o final de dezembro e os primeiros meses do ano.

Além disso, a forma de pagamento também é definida por cada estado.

Em alguns é possível parcelar mais ou menos e enquanto outros oferecem descontos e benefícios para quem pagar antecipadamente, etc.

Como é calculado o valor do IPVA?

Como dito acima, o valor do IPVA varia de estado para estado, pois a alíquota pode variar. Mas, em geral, o valor é sempre baseado no preço do veículo.

Como? Através das tabelas fornecidas pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, a famosa Tabela Fipe.

Publicidade

Então, se o carro custa R$ 50 mil e a alíquota de IPVA do seu estado é de 2%, por exemplo, o IPVA do seu carro será de R$ 1.000, em média.

Onde é usado o dinheiro do IPVA?

Uma parte do dinheiro arrecadado vai para o governo do estado e outra parte vai para o município onde o veículo está registrado e onde se presume que ele circule mais.

No entanto, há também uma parcela que deve ser destinada ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Distribuição do valor do IPVA:

  • 20% vão para o Fundeb;
  • 40% vai para o Estado;
  • 40% vai para o Município.

A partir daí, estados e municípios podem usar esse dinheiro como preferirem. Não há legislação que obrigue a destinação dos recursos captados com o IPVA para uma área, departamento ou projeto específico.

Muitos acreditam que o IPVA é usado para manutenção de estradas, mas na realidade não é isso que acontece.

No entanto, a parte que fica com o Estado sempre compõe o orçamento anual e, portanto, geralmente é destinada a diversas áreas, como saúde, educação, segurança pública e infraestrutura.

Consultar valor IPVA 2022

Como o cálculo do valor do IPVA muda de estado para estado, o valor do IPVA também precisa sempre ser consultado diretamente no órgão oficial de cada estado ao qual o contribuinte está vinculado.

E isso pode ser feito pelo site do governo do Estado ou pelo site do Departamento de Trânsito (Detran) de cada Unidade da Federação.

Além disso, a forma de pagamento também varia de estado para estado, assim como a alíquota e o valor final do IPVA.

Publicidade

Como pagar o IPVA 2022

Em alguns casos, o boleto é enviado para a casa do contribuinte e para pagar o valor, basta ir a uma agência bancária ou pagar pelo internet banking/app do seu banco.

Nos demais estados, o boleto precisa ser emitido pelo contribuinte, geralmente pelo site da Secretaria Estadual responsável pela cobrança ou pelo site do Detran Estadual.

Há também alguns estados em que é possível pagar o imposto indo até um terminal de autoatendimento ou balcões de agentes de cobrança autorizados com o Renavan do veículo em mãos.

Em outros ainda, basta acessar o site do banco parceiro, tendo também em mãos o documento do veículo.

Ou seja, com certeza, você terá que buscar as informações de acordo com o local onde contribui. Mas lembre-se de sempre buscar informações junto aos órgãos oficiais.